sexta-feira, 22 de abril de 2011

Tudo Pode Dar Certo - 2009

Cineasta: Woody Allen
Gênero: Comédia/ Romance
Origem: EUA
Áudio: Inglês
Legenda: Pt-Br
Formato: DVDrip


Salve !! Faz tempo que não falo sobre o Woody Allen aqui no blog (ficou a cargo de outros colaboradores). Contudo voltei com o pé direito, com o melhor filme do cineasta na década passada. Trata-se de uma comédia reciclada, altamente pessimista, nivelando a casualidade a qualquer tipo de religião fervorosa. "O Universo é um acaso cego e sem sentido", já diz o nosso protagonista. O que é mais curioso é a tamanha identificação que essas palavras surtiram em mim. Eu um ateu convicto, sem esperanças de um propósito me deparo com a minha teoria na boca de um personagem, amargo e egocêntrico (qualquer semelhança é pura empolgação). O contraste de sua teoria com sua vida é gritante, e a chave para a compreensão do filme, "tudo pode dar certo" é seu lema de vida, contudo ele não acredita em Deus, em relacionamentos, e se julga muito superior para se relacionar com os demais. Bem julgo necessário uma sinopse para concluir o pensamento.

Em um dia, voltando para casa, Boris (Larry David) um excêntrico físico e professor de xadrez, conhece Melody (Evan Rachel Wood), uma ingênua menina do interior que chegou em Nova York sem conhecer nada nem ninguém. Ela pede um lugar para passar a noite e ganha um mês, que é extendido até ela achar um emprego, que acaba virando casamento. O final de um ciclo ? Claro que não, Woody não tenderia a usar do bizarro para uma conclusão feliz, ainda faltam as reviravoltas e conclusões.

O diretor costuma a se imitar, colocando seu personagem principal como um narrador que fala olhando diretamente pra a platéia, o que deixa uma crítica no ar a respeito da alienação. O interessante é que Allen consegue ser complexo ainda com um roteiro simples. Aliás David parece um Allen energizado, ainda mais arrogante, o ego gritante do diretor ficou por conta dele, uma escolha acertada para o papel. Não é um roteiro tão complexo, crítica instituições como o casamento e a religião, valoriza que as pessoas se encontrem independente daquilo tudo que sempre as influenciaram. Simples porém deliciosa essa comédia pessimista leva todo o trejeito do cineasta, um resumo da sua carreira retratado de forma incomparável, um dos melhores dele, espero que gostem !!

DOWNLOAD TORRENT

Um comentário:

  1. Só de ver a Evan Rachel Wood no cartaz já me deu vontade de assistir.

    ResponderExcluir